Capuchinha (Tropaeolum majus): A joia comestível do jardim

Escrito por:
Capuchinha (Tropaeolum majus): A joia comestível do jardim

A Capuchinha, cientificamente conhecida como Tropaeolum majus, é uma planta que se destaca tanto por sua beleza quanto por sua versatilidade culinária.

Anúncios

Originária da América do Sul, esta flor comestível tem se tornado cada vez mais popular em jardins e cozinhas ao redor do mundo.

Origem e característica

A Capuchinha é nativa da América do Sul, mais especificamente das regiões andinas do Peru e da Bolívia. As flores, que florescem do início do verão até o outono, exibem uma paleta de cores que varia do amarelo ao vermelho intenso, passando por tons laranja.

capuchinha

Além de sua beleza estonteante, as flores e folhas desta planta são comestíveis, oferecendo um sabor picante que lembra o agrião, enriquecendo saladas e pratos com um toque gourmet.

Como cultivar a capuchinha em vasos?

Anúncios

Uma das facilidades da Tropaeolum majus, é que ela pode se adaptar e ser cultivada em ambientes internos, desde que algumas condições sejam atendidas para garantir o desenvolvimento saudável e seu florescimento.

1- Exposição a luz

A Capuchinha prefere locais bem iluminados, mas sem exposição direta ao sol forte, o que a torna ideal para janelas ensolaradas ou varandas. A luz solar indireta estimula um crescimento robusto e um florescimento mais vibrante.

capuchinha
Imagem: ifioridifiorina 

Uma curiosidade encantadora é que, em condições de menor luminosidade, a planta tende a produzir mais folhas, enquanto a luz abundante favorece uma floração mais intensa.

2- Substrato

O substrato ideal para deve ser bem drenado, leve e fértil. Um mix de terra para vasos comum, com adição de perlita ou vermiculita, proporciona a textura e a drenagem perfeitas.

Anúncios

3- Rega

Quando se trata de rega, a moderação é a palavra chave. O substrato deve ser mantido úmido, mas não encharcado. Por isso, cuide para que a camada superficial do substrato seque entre as regas para ajudar a evitar o excesso de água, que pode levar ao apodrecimento das raízes.

4- Adubação

Embora a Capuchinha não seja muito exigente em termos de adubação, pode ser feita a aplicação de um fertilizante líquido balanceado, aplicado mensalmente durante a primavera e o verão para estimular sua floração.

Anúncios

Uma joia rara na alimentação

Além de sua estética deslumbrante, a Capuchinha é famosa por suas propriedades comestíveis, considera uma ótima opção de Panc.

Suas folhas e flores podem ser usadas para adicionar um sabor picante e único a saladas, sanduíches e até como decoração comestível em pratos gourmet.

Veja Também