O esplendor das Zínias: Como cultivar a flor que encanta jardins?

Escrito por:
O esplendor das Zínias: Como cultivar a flor que encanta jardins?

Entre as inúmeras opções para enfeitar o jardim, as zínias destacam-se por sua alegria cromática e facilidade de cultivo. A flor zínia, pertencente à família Asteraceae, é uma flor nativa do México que desafiou fronteiras, conquistando jardins pelo mundo com sua presença radiante.

Anúncios

Elas florescem em uma profusão de formas e tonalidades, variando desde o branco neve até o vermelho rubi, passando por uma diversidade de pinks, laranjas, e amarelos.

Características das Zínias

As zínias são características por suas cabeças florais que podem ser simples, semidobradas ou dobradas, atraindo polinizadores como abelhas e borboletas.

zinias

Sua estrutura robusta e as folhas lanceoladas compõem o cenário perfeito para as flores que se destacam em talos que podem alcançar até 1 metro de altura, sendo uma ótima opção para compor um canteiro de flores.

Época de floração

Conhecidas por sua longa temporada de floração, as zínias florescem do meio do verão até a chegada do primeiro frio do outono, dependendo do clima específico da região.

Anúncios

Seguindo as orientações e os cuidados necessários para o seu cultivo, é possível desfrutar de suas flores por meses, encantando jardins e canteiros.

Como cultivar as Zínias?

1- Solo e luz

zinias

Ao serem cultivadas, as zinias preferem ficar expostas a luz do sol plena. Quanto ao solo, ele deve ser fértil, bem drenado e enriquecido com matéria orgânica para um melhor desenvolvimento e floração.

2- Rega

Regue suas zínias de forma equilibrada. O solo deve ser mantido úmido, mas não encharcado, para evitar doenças fúngicas e o apodrecimento das raízes.

Anúncios

3- Adubação

Embora não sejam exigentes, as zínias podem ser adubadas com algum fertilizante rico em fósforo para estimular a floração. Você também pode remover as flores murchas regularmente para estimular a planta a produzir mais flores.

Doenças e pragas comuns

Fique atento para o aparecimento de doenças como o míldio e a ferrugem. É importante manter a circulação de ar adequada entre as plantas e evite molhar as folhas durante a rega para prevenir infecções fúngicas.

Veja Também