Louro-americano: um arbusto vistoso de floração abundante.

Escrito por:
Louro-americano: um arbusto vistoso de floração abundante.

O louro-americano (Kalmia latifolia) é uma planta nativa da América do Norte, que pertence à família Ericaceae, a mesma dos rododendros e das azaleias.

Anúncios

Também conhecido como louro-da-montanha, ouro-da-serra ou pau-de-colher, o arbusto se destaca pela sua beleza e versatilidade. Ele pode ser cultivada tanto em vasos quanto em jardins, desde que se respeitem algumas condições básicas para o seu desenvolvimento.

Características notáveis

O louro-americano (Kalmia latifolia) é um arbusto perenifólio, isto é, que não perde as folhas no outono-inverno. Ele é nativo da América do Norte, especialmente dos Estados Unidos, onde cresce nas montanhas e florestas. É um arbusto de porte pequeno, que pode alcançar de 2 a 4 metros de altura.

louro-americano
Imagem: todd.boland

Possui folhas são verde-escuras, elípticas, alternas e brilhantes, com a nervura central saliente. Suas flores podem variar entre o branco ou rosa, com um formato de estrela em longos estames, surgindo em inflorescências do tipo corimbo na primavera e no verão.

Anúncios

Época de floração

A floração do Louro-americano ocorre no final da primavera e início do verão. As flores são polinizadas por abelhas, borboletas e outros insetos. No entanto, a planta é venenosa e pode causar envenenamento se ingerida em grandes quantidades.

Como cultivar o louro-americano?

Iluminação ideal

O louro-americano é uma planta que de ambiente bem iluminados, mas não tolera o sol direto. O ideal é que ela possa receber a luz indireta do sol, evitando os horários mais quentes do dia.

Anúncios

Uma boa opção é plantá-lo sob a copa de árvores de folhas caducas, que oferecem sombra no verão e permitem a passagem da luz no inverno.

Substrato

Opte pelo uso de um substrato drenado, leve e ácido. Como recomendação, é possível utilizar uma mistura de terra vegetal, areia e turfa, na proporção de 2:1:1. O pH deve ser entre 4,5 e 5,5, pois a planta não tolera solos alcalinos ou calcários. Se necessário, pode-se adicionar sulfato de alumínio ou enxofre para acidificar o solo.

Rega

A frequência da rega deve ser regular, mantendo o substrato sempre úmido, mas sem encharcar, dependendo das condições climáticas e da época do ano. Em geral, deve-se regar a cada dois ou três dias no verão e a cada cinco ou seis dias no inverno.

Anúncios

Adubação

A adubação deve ser realizada na primavera e no verão, usando um fertilizante específico para plantas acidófilas, como os rododendros e as azaleias.

louro americano 2
Imagem: ncbotanicalgarden

Pode-se aplicar o produto a cada 15 ou 20 dias, seguindo as instruções da embalagem. Não se deve adubar no outono e no inverno, pois a planta entra em repouso vegetativo.

Poda

A poda não é essencial, mas pode ser feita logo após a floração para manter a forma desejada ou para eliminar ramos secos ou doentes. Deve-se usar uma tesoura afiada e desinfetada, cortando os ramos logo acima de um nó ou de uma gema.

Anúncios

Como usar o louro-americano no paisagismo?

O louro-americano é um arbusto vistoso, de floração abundante, que pode ser largamente utilizado no paisagismo. Através de podas, ele pode ser conduzido como arbusto ou arvoreta, isolado, ornamentando pátios e calçadas com muito charme. Em grupos, presta-se para a formação de cercas-vivas informais, maciços e bordaduras.

Anúncios

Quando plantado em local semi-sombreado, sua folhagem se desenvolve mais aberta e as florações são menos abundantes. Ocorrem variedades naturais e artificiais para diferentes necessidades, com portes, folhas e flores diferentes. Entre estas podem ser citadas variedades como a Kalmia latiofolia augustata, K. latifolia fuscata, K. latifolia myrtifolia e K. latifolia polypetala.

Publicidade relacionada

Veja Também