Russélia: planta pendente que encanta com suas flores coloridas

Escrito por:
Russélia: planta pendente que encanta com suas flores coloridas

Em meio ao vasto mundo botânico, algumas plantas se destacam não apenas por sua beleza, mas também por sua singularidade e resiliência. A russélia, com suas lindas flores tubulares, é uma dessas joias da natureza que captura olhares e corações de jardineiros e entusiastas.

Anúncios

É uma planta muito florífera e suas flores duram de 3 a 5 dias, sendo ideal para ser cultivada em vasos, jardineiras, floreiras e jardins verticais.
Imagem: Pixabay

Origem da russélia

Originária do México, a russélia (Russelia equisetiformis) é uma planta perene que pertence à família Plantaginaceae. Seu nome homenageia o naturalista escocês Alexander Russell. Ela é caracterizada por seus longos e finos ramos verdes que pendem graciosamente, criando uma cascata encantadora.

russélia
Imagem: _yu_oo_teruteru_

No entanto, seu maior espetáculo são as inúmeras flores tubulares, geralmente de cor vermelha vibrante, que se assemelham a pequenos foguetes ou chamas, dando origem a seus populares apelidos.

Anúncios

Razões para amar a russélia

  • Adaptabilidade: A russélia é uma planta tolerante à seca, o que a torna perfeita para climas mais quentes ou para jardineiros que preferem plantas de baixa manutenção.
  • Atrativo para polinizadores: Suas flores vibrantes são um ímã para beija-flores, borboletas e outros polinizadores, tornando seu jardim um refúgio para a biodiversidade local.
  • Versatilidade estética: Seja em canteiros, vasos suspensos ou bordaduras, a russélia adiciona movimento e cor ao paisagismo.

Variedades

Tradicionalmente, a espécie mais conhecida é a russélia vermelha. Mas existem variedades com flores cor-de-rosa, amarelas e brancas.

Anúncios

Para um efeito de jardim verdadeiramente espetacular, considere plantá-la ao lado de outras plantas que complementem sua forma e cor, como lantanas, salvas e agapantos.

Como cultivar a russélia?

1- Ambiente e solo

A russélia prospera sob sol pleno ou meia-sombra. O solo ideal é bem drenado, levemente fértil e com pH neutro. Se estiver em uma região de invernos rigorosos, considere cultivá-la em vasos para que possa ser movida para ambientes protegidos.

2- Frequência de rega

É uma espécie bastante resistente à seca. Contudo, ela gosta de receber regas regulares. O solo deve ser mantido sempre úmido, cuidando para que ele não fique encharcado. Durante os períodos mais quentes, a frequência de rega pode ser aumentada.

Anúncios

3- Poda

A planta pode receber podas ocasionais para estimular o seu crescimento mais denso e uma floração mais abundante. Basta remover os ramos mortos ou doentes e cortar cerca de um terço da planta no início da primavera.

4- Fertilização

É possível fazer a utilização de um fertilizante equilibrado, que pode aplicado na primavera e no meio do verão.

Veja Também