Antúrio: um guia prático para o seu cultivo.

Escrito por:

Ah, o antúrio! A natureza tem uma maneira peculiar de nos surpreender com suas criações e, entre elas, está essa planta extraordinária que ilumina qualquer ambiente.

Anúncios

Com sua folhagem brilhante e inflorescências peculiares, os antúrios são uma escolha popular para trazer um toque de elegância tropical a ambientes internos e jardins. Mas você sabe como cuidar dele?

Origem do Anturio

O antúrio, cujo nome científico é Anthurium, é uma planta perene nativa das regiões tropicais das Américas.

anturio

É facilmente reconhecido por suas grandes folhas verdes e a espata, uma estrutura plana e colorida que muitos confundem com a flor, que na verdade é o espádice, um cilindro que surge do centro da espata.

Anúncios

Como cultivar o antúrio?

Com o substrato certo, iluminação adequada, rega moderada e adubação equilibrada, sua planta não apenas sobreviverá, mas florescerá, trazendo um toque tropical e caloroso a qualquer ambiente.

1- Substrato recomendado

O antúrio prefere solos leves, bem aerados e ricos em matéria orgânica. Uma mistura de terra vegetal, cascas de pinus trituradas e um pouco de vermiculita cria um ambiente perfeito para as raízes da planta.

Anúncios

Certifique-se também de que o vaso tenha uma boa drenagem, crucial para evitar o acúmulo de água, o que pode levar à apodrecimento das raízes.

2- Exposição a luz

Talvez você já tenha se perguntado: “Quanto de luz sola meu antúrio precisa?” Aqui está a resposta: o antúrio adora luz, mas não luz solar direta. Sendo uma planta que cresce sob a cobertura das árvores nas florestas tropicais, ele está acostumado a receber somente luz indireta do sol.

Anúncios

Por isso, um local próximo à janela com cortinas translúcidas seria ideal. Se estiver em um ambiente externo, certifique-se de que ele esteja parcialmente sombreado.

3- Frequência das regas

O antúrio aprecia umidade, mas isso não significa que você deva mantê-lo encharcado. A regra de ouro é permitir que o substrato seque entre uma rega e outra. Ao tocar o substrato, se sentir que está úmido, espere.

Lembre-se: é mais fácil recuperar uma planta que passou por um breve período de seca do que uma que sofreu de excesso de água.

4- Adubação

Quando falamos em adubação, menos é mais. O antúrio não é uma planta excessivamente exigente.

Uma vez a cada dois meses, use um fertilizante líquido equilibrado, como o NPK 10-10-10, diluído a metade da força recomendada. Esse cuidado garantirá folhas mais verdes e espatifilas mais vibrantes.

Veja Também