Planta do sucesso: aprenda a cultivar a begônia asa de anjo (begonia coccinea).

Escrito por:

Begônias sempre encantaram jardineiros e entusiastas por sua diversidade e beleza. Entre elas, a Begonia Asa de Anjo (Begonia coccinea) se destaca, trazendo consigo uma aura de delicadeza e encanto.

Anúncios

Ela pertence à família das Begoniaceae e foi descoberta no século XIX pelo botânico inglês Richard Pearce, que a levou para a Europa.

Origem e Características

Originária da América do Sul, a begonia asa de anjo tem esse nome por causa do formato de suas folhas, que lembram asas de anjos e exibem uma tonalidade verde-escura salpicada com manchas prateadas.

begonia asa de anjo
Imagem: the_garden_of_edin

Já as flores, em tons de vermelho, laranja ou rosa, são pequenas e delicadas, contrastando lindamente com o verde das folhas.

Anúncios

Uma planta repleta de significados

Essa planta tem vários significados simbólicos, como proteção, pureza, felicidade e harmonia. Ela também é considerada uma planta de sorte, que atrai prosperidade e sucesso. Por isso, muitas pessoas gostam de ter uma begonia asa de anjo em casa ou no escritório.

Como cultivar a begonia asa de anjo?

Seguindo esses cuidados simples, você terá uma begonia asa de anjo saudável e bonita por muito tempo. Ela vai alegrar o seu ambiente com suas cores vibrantes e seu formato exótico.

Anúncios

1- Iluminação

A begonia asa de anjo gosta de luz indireta e difusa. Por isso, evite expô-la ao sol direto, pois isso pode queimar suas folhas e flores. O ideal é colocá-la perto de uma janela com cortina ou em um local com sombra parcial.

2- Substrato ideal

begonia asa de anjo
Imagem: rezendealuizio

O substrato em seu cultivo deve ser bem drenado e rico em matéria orgânica. Você pode usar uma mistura de terra vegetal, areia e húmus de minhoca. Não deixe o substrato encharcado, pois isso pode causar o apodrecimento das raízes.

Anúncios

3- Frequência de regas

Regue-a apenas quando o substrato estiver seco na superfície, cerca de duas vezes por semana no verão e uma vez por semana no inverno. Use água à temperatura ambiente e evite molhar as folhas e as flores.

4- Adubação

Sua adubação deve ser feita a cada 15 dias na primavera e no verão, com um fertilizante líquido para plantas floríferas. No outono e no inverno, reduza a frequência para uma vez por mês. Siga as instruções do fabricante e não exagere na dose, pois isso pode prejudicar a planta.

Veja Também