Peperômia melancia (P. sandersii/argyreia): características +3 dicas para o cultivo.

Escrito por:
Peperômia melancia (P. sandersii/argyreia): características +3 dicas para o cultivo.

A Peperômia sandersii, ou Peperômia argyreia, são espécies popularmente conhecidas por peperômia melancia, já que suas folhas possuem um formato e uma coloração única, que lembra muito uma pequena melancia. Assim, como algumas espécies suculentas, é uma ótima opção para quem não possui muito espaço para cultivar plantas.

Anúncios

inclusive, a peperômia melancia é muito adorada entre os adeptos da jardinagem que aderem ao estilo urban jungle e fazem o cultivo de suas plantas dentro de ambientes internos, por ser considerada uma planta de grande de beleza e de fácil cultivo.
Imagem: EKATERINA BOLOVTSOVA

Características da peperômia melancia

Vanessa Souto, Biologa da Yucca Plantas, comenta que a peperômia melancia é nativa do Brasil e de países da América do sul que possuem um clima tropical.

Peperomia melancia

Imagem: nacasitaverde – Vaso com peperômia argyreia/sandersii

Ela se caracteriza pelo seu pequeno tamanho e por desenvolver folhas com um formato arredondado e uma coloração com tons de verde que lembram uma melancia.

Anúncios

Como cultivar a peperômia melancia?

Considerada como uma ótima opção de planta para ser cultivada em ambientes internos, a peperômia melancia depende apenas de alguns cuidados para se desenvolver corretamente.

1- Exposição a luz do sol

A bióloga Vanessa, recomenda que a peperômia melancia seja cultivada em um ambiente bem iluminado, onde consiga receber a luz indireta do sol na maior parte do tempo.

Peperomia melancia

Imagem: pejuang_satu_daun – Folhas da peperomia.

A exposição da planta na luz direta do sol, poderá prejudicar o desenvolvimento e acabar queimando as folhas da planta. Por isso, cuide para ela ficar em um local onde não ocorra a exposição direta a luz do sol.

Anúncios

2- Substrato

A peperômia melancia prefere ser cultivada em um substrato fofo e com uma boa drenagem. Você pode estar adquirindo o substrato já pronto para o uso em floriculturas e se necessário, adicionar um pouco de vermiculita ou fibra de coco.

Anúncios

3- Regas

A frequência das regas irá depender um pouco do clima da região. Contudo, o ideal é que o substrato se mantenha sempre umedecido, evitando que as regas causem o encharcamento da planta.

Publicidade relacionada

Veja Também