Orquídea cara de mico: características e cultivo da exótica Dracula simia.

Escrito por:
Orquídea cara de mico: características e cultivo da exótica Dracula simia.

Uma espécie inusitada certamente irá chamar muito sua atenção: a orquídea cara de mico (macaco), cientificamente conhecida como Dracula simia.

Anúncios

Seu nome peculiar, que lembra imagens de lendas góticas e primatas curiosos, se pela aparência de suas flores e seus hábitos de cultivo, criando um encantamento ainda mais especial para entusiastas de plantas e orquidófilos.
Imagem: almadelbosqueonline

Origem da orquídea cara de mico

A orquidea cara de mico é uma espécie muito rara e curiosa, que tem o formato do rosto de um macaquinho. O seu nome científico é Dracula simia, que significa “dragão macaco”.

Orquidea cara de mico

Ela é nativa das florestas úmidas e nebulosas dos Andes, no Equador e no Peru, e pode ser encontrada em altitudes entre 1000 e 2000 metros.

Anúncios

Características únicas

A orquídea cara de mico é uma planta epífita, ou seja, que vive sobre outras plantas, sem parasitá-las. Ela se fixa nos troncos e galhos das árvores, absorvendo a umidade e os nutrientes do ar e da chuva.

orquidea cara de mico
Imagem: entretiendejardin

Ela tem folhas alongadas e finas, que podem medir até 30 cm de comprimento. As flores são o grande destaque dessa orquídea, pois têm uma incrível semelhança com a face de um macaco. As pétalas são longas e estreitas, formando os bigodes do animal.

Cultivo da orquídea cara de mico

O cultivo da espécie é um tanto quanto difícil e requer uma certa paciência. Para que ela possa se desenvolver fora do seu habitat natural, é preciso que se crie uma atmosfera que seja igualada à sua origem. Contudo, por mais complicado que seja, ele não é impossível.

1- Temperatura e ambiente

Nativas de regiões com montanhas altas, a Dracula simia prefere ser cultivada em um ambiente de temperatura mais amena, principalmente durante o dia. A umidade é também é um fator a se considerar, devendo ser mantido idealmente entre 70 a 80%.

Anúncios

2- Exposição a luz

O cultivo da espécie deve ser longe da luz direta do sol. A luz direta do sol pode ser prejudicial para o desenvolvimento da orquídea cara de mico, causando queimaduras em suas folhas delicadas.

3- Substrato

A Dracula simia está acostumada ao solo das florestas de sua origem. Quando cultivada longe de sua origem, deve ser utilizado um substrato rico em nutrientes e com ótima drenagem.

Anúncios

O ideal é mantê-la em um vaso com substrato bem drenado, composto por casca de pinus, carvão vegetal e fibra de coco.

4- Rega

A frequência das regas devem ser o suficiente para manter o substrato constantemente úmido, mas nunca encharcado. As raízes da orquídea cara de mico não suportam ficarem encharcadas, que ocasiona o temido apodrecimento.

Veja Também