Pitaya: a fruta exótica que adora sol. Saiba como cultivar.

Escrito por:
Pitaya: a fruta exótica que adora sol. Saiba como cultivar.

A pitaya, uma fruta de aparência exótica e sabor delicado, é originária da América Central e do México, mas também é cultivada em países asiáticos como a China, o Vietnã e a Tailândia.

Anúncios

Ela possui uma polpa branca ou vermelha, com pequenas sementes pretas, e uma casca rosa ou amarela, com escamas verdes. Mas como cultivar essa fruta em casa? Será que ela gosta de sol ou de sombra? Qual é o melhor substrato para plantá-la? E como regá-la e adubá-la?

Pitaya gosta de sol ou de sombra?

A pitaya é uma planta que pertence à família das cactáceas, ou seja, é parente dos cactos. Por isso, ela gosta de sol pleno e não tolera bem o frio. O ideal é que ela receba pelo menos 6 horas de luz solar direta por dia, mas evite expô-la ao sol forte do meio-dia, pois isso pode queimar as suas folhas.

pitaya 2
Flor da pitaya

Se você mora em uma região de clima frio ou chuvoso, pode cultivar a pitaya em vasos e levá-los para dentro de casa nos dias mais frios ou nublados. Mas lembre-se de colocá-los em um local bem iluminado e arejado, pois a pitaya não gosta de ambientes úmidos e escuros.

Anúncios

O substrato ideal para a pitaya

A pitaya é uma planta que não precisa de um solo muito rico em nutrientes, mas sim de um substrato bem drenado e aerado, que evite o acúmulo de água nas raízes. Você pode usar uma mistura de terra vegetal, areia e casca de pinus, ou comprar um substrato pronto para cactos e suculentas.

pitaya

O vaso deve ter furos na parte inferior para facilitar a drenagem, e uma camada de pedrinhas ou argila expandida no fundo para evitar o encharcamento. A pitaya também gosta de um pH levemente ácido, entre 5,5 e 6,5, por isso você pode adicionar um pouco de calcário dolomítico ao substrato para corrigir a acidez.

Anúncios

A frequência ideal de regas

A pitaya é uma planta que armazena água nas suas folhas carnudas, por isso ela não precisa de muita água. O excesso de regas pode causar o apodrecimento das raízes e o surgimento de fungos e bactérias. Por isso, você deve regar a sua pitaya apenas quando o substrato estiver seco ao toque, o que pode variar de acordo com o clima e a estação do ano.

Anúncios

Uma dica é usar um palito de madeira para verificar a umidade do substrato: espete-o no vaso e retire-o em seguida. Se ele sair limpo e seco, significa que está na hora de regar. Se ele sair úmido ou sujo, significa que ainda há água suficiente no vaso.

A necessidade ideal de adubação

A pitaya é uma planta que não precisa de muita adubação, mas sim de uma fertilização equilibrada e moderada. Você pode usar um adubo orgânico, como húmus de minhoca ou esterco curtido, ou um adubo químico, como NPK 10-10-10 ou 4-14-8.

Anúncios

A melhor época para adubar a sua pitaya é na primavera e no verão, que são as estações de crescimento e floração da planta. Você pode aplicar o adubo a cada 15 ou 30 dias, sempre regando bem depois para diluir o produto e evitar a queima das raízes.

Chegou a hora de experimentar!

Agora que você já sabe como cuidar da sua pitaya, que tal experimentar essa fruta deliciosa e saudável? Ela pode ser consumida in natura, em saladas, sucos, sorvetes, geleias e outras receitas.

Anúncios

Além disso, ela pode enfeitar o seu jardim com as suas flores brancas e perfumadas, que abrem à noite e atraem os polinizadores. A pitaya é uma planta que vale a pena ter em casa, pois ela traz beleza, sabor e saúde para o seu dia a dia.

Publicidade relacionada

Veja Também