Columeia marmorata: uma variedade com folhas encantadoras, ideal para seu urban jungle.

Escrito por:
Columeia marmorata: uma variedade com folhas encantadoras, ideal para seu urban jungle.

Originária das regiões tropicais do Sudeste Asiático, a Columeia Marmorata, de nome científico Aeschynanthus marmoratus, é uma planta que faz parte da família Gesneriaceae. Seu nome “marmorata” faz referência às suas folhas marmorizadas, que apresentam uma combinação de tons verde-escuros e prateados, conferindo-lhe uma beleza única e distinta.

Anúncios

Diferente de outras espécies de columeias, que são cobiçadas pelo encanto de suas flores, a columia marmorata é uma variedade pendente que é cobiçada pela beleza, volume e textura que as folhas trazem consigo.
imagem: atacadaodasfloressinop

Origem da columeia marmorta

A Columeia Marmorata, conhecida cientificamente como Aeschynanthus marmoratus, é originária das florestas tropicais úmidas do Sudeste Asiático, onde cresce de forma selvagem e exuberante. Tal aspecto, fez com que ela se adaptasse muito bem no clima do Brasil.

Anúncios

Características notáveis

Destacando-se por suas folhas longas e brilhantes com padrões marmorizados únicos que variam do verde escuro ao verde claro.

Columeia marmorata
Imagem: plantandodentrodecasa

A paisagista Lucia Borges, destaca que a Columeia Marmorata é uma espécie pendente que pode ser cultivada em jardins verticais, vasos suspensos e também em urban jungle, trazendo um volume especial a composição.

Anúncios

Floração

Assim como outras espécies de columeias, a marmorata também floresce algumas vezes por ano. Contudo, suas flores acabam crescendo em meio as suas folhas, em um tom esverdeado bem semelhante a elas, não se destacando muito na planta como em outras variedades.

Cultivo da columeia Marmorata

Iluminação

Lucia Borges explica que a luz ideal para o cultivo da Marmorata é em meia-sombra ou em ambientes bem iluminados onde possam receber a luz indireta do sol.

Columeia marmorata
Imagem: forestinapartment51

Contudo, a paisagista explica que pela característica cerosa da planta, ela pode receber um pouco da luz direta do sol fraco do início da manhã ou do final da tarde, sem queimar as folhas.

Anúncios

Rega

A rega deve ser moderada, cuidando para não encharcar o substrato. Uma dica, é regar com generosidade em um primeiro momento, esperar a água em excesso escorrer e só voltar a regar novamente quando o substrato se mostrar totalmente seco.

Substrato

Um substrato muito indicado para o cultivo de columeias em geral, é aquele mais porosa, para favorecer o enraizamento da espécie e evitar o acumulo de água em suas raízes.

Anúncios

Lucia Borges recomenda que seja utilizado uma mistura de terra estercada à uma porção de areia de construção lavada, ou adicionar fibra de coco e palha de arroz.

Adubação e poda

A adubação deve ser equilibrada, feita a cada 3 meses com o uso de um NPK 10-10-10 ou usar um composto orgânico, como é o caso do húmus de minhoca. Quanto a poda, a columeia marmorata não é muito exigente, mas pode se beneficiar de podas de manutenção para remover folhas velhas e secas.

Publicidade relacionada

Veja Também