Cacto mammillaria bombycina: como cultivar essa espécie florida repleta de espinhos?

Escrito por:
Cacto mammillaria bombycina: como cultivar essa espécie florida repleta de espinhos?

Você gosta de plantas suculentas e cactos? Então você vai se encantar com o cacto mammillaria bombycina, uma espécie originária do México, que tem um aspecto delicado e elegante.

Anúncios

Esse cacto é um símbolo de resistência e persistência, pois consegue sobreviver em condições adversas de clima e solo. Ele produz flores rosadas ou brancas, que contrastam com os espinhos prateados, formando um belo arranjo natural. Acompanhe e descubra como ter essa planta exótica e bela em seu jardim ou varanda.
Imagem: cactusthelover

Origem e características do cacto mammillaria bombycina

O cacto mammillaria bombycina pertence à família Cactaceae e ao gênero Mammillaria, que reúne mais de 300 espécies de cactos globulares ou cilíndricos. O nome Mammillaria vem do latim “mammilla”, que significa mamilo, referindo-se à forma dos tubérculos que cobrem o corpo da planta.

cacto mammillaria bombycina 1
Imagem: cactuspapi

É uma espécie nativa do centro e norte do México, onde cresce em altitudes entre 1.500 e 2.500 metros, em áreas rochosas e áridas e pode atingir até 20 cm de altura e 10 cm de diâmetro, formando grupos ou colônias. Seu corpo é verde-claro, coberto por tubérculos cilíndricos, que possuem quatro espinhos centrais e cerca de 30 espinhos radiais. Os espinhos são finos, curvos e prateados, dando um aspecto sedoso à planta.

Anúncios

Flores do cacto mammillaria bombycina

A floração do cacto ocorre entre a primavera e o verão, dependendo das condições climáticas e do cultivo. Suas flores são pequenas, em forma de sino, com cerca de 1 cm de comprimento.

cacto mammillaria bombycina 2
Imagem: montecactus_sc

Elas podem ser rosadas ou brancas, com uma faixa central vermelha ou rosa. e surgem na coroa da planta, formando um anel colorido.

Como cuidar de um cacto mammillaria?

O cacto mammillaria bombycina é uma planta fácil de cultivar, devendo ser seguido apenas alguns cuidados básicos com luz, substrato e regas.

Anúncios

Iluminação

O cacto mammillaria gosta de ser cultivado em ambientes bem iluminados onde possam pegar bastante luz direta ou indireta do sol, mas não tolera o sol forte do meio-dia, que pode queimar sua pele.

cacto mammillaria bombycina 3
Imagem: a_afsha

Por isso, o ideal é colocá-lo em um local com sombra parcial ou filtrada durante as horas mais quentes do dia. A iluminação adequada favorece a floração e a coloração da planta.

Substrato

Opte pelo uso de um substrato bem drenado, leve e arejado, que evite o acúmulo de umidade e o apodrecimento das raízes. Como recomendação, você pode usar uma mistura de terra vegetal, areia grossa e pedriscos ou perlita.

Anúncios

Rega

Por ser um cacto resistente à seca, que armazena água em seus tecidos, ele não precisa de regas frequentes nem abundantes. O excesso de água pode causar o apodrecimento da planta ou o surgimento de fungos e bactérias.

A regra geral é regar somente quando o substrato estiver completamente seco ao toque. No verão, a rega pode ser semanal ou quinzenal; no inverno, mensal ou bimestral.

Adubação

Mesmo não sendo uma espécie exigente com nutrientes, pode se beneficiar com uma adubação orgânica ou mineral durante o período de crescimento e floração.

Anúncios

Você pode usar um adubo específico para cactos e suculentas, seguindo as instruções do fabricante, ou um adubo caseiro, como húmus de minhoca, farinha de ossos ou casca de ovo triturada. A adubação deve ser feita a cada dois ou três meses, evitando o contato direto com a planta.

Dicas extras para o cultivo do cacto mammillaria bombycina

Além dos cuidados básicos, há algumas dicas extras que podem ajudar você a ter um cacto mammillaria bombycina saudável e bonito. Confira:

  • Escolha um vaso adequado para o cacto mammillaria bombycina, que tenha furos de drenagem e seja proporcional ao tamanho da planta. O vaso pode ser de cerâmica, plástico ou barro, mas deve permitir a troca de ar e água entre o substrato e o ambiente.
  • Transplante o cacto mammillaria bombycina somente quando ele estiver muito grande para o vaso ou quando o substrato estiver muito compactado ou deteriorado. O melhor momento para o transplante é no final do inverno ou no início da primavera, antes do início do crescimento e da floração. Use luvas ou uma pinça para manusear a planta com cuidado, evitando os espinhos.
  • Pode o cacto mammillaria bombycina somente se ele apresentar partes secas, danificadas ou doentes. Use uma tesoura ou uma faca esterilizada para cortar os tubérculos afetados, deixando uma superfície lisa e limpa. Aplique um fungicida ou um cicatrizante natural, como canela em pó, sobre o corte, para evitar infecções.
  • Propague o cacto mammillaria bombycina por sementes ou por estaquia. As sementes podem ser obtidas dos frutos maduros, que devem ser abertos e limpos. As sementes devem ser semeadas em um substrato úmido e mantidas em um local quente e iluminado, até germinarem. As estacas podem ser retiradas dos brotos laterais da planta mãe, que devem ser cortados com uma faca esterilizada e deixados secar por alguns dias. As estacas devem ser plantadas em um substrato úmido e mantidas em um local sombreado, até enraizarem.
Publicidade relacionada

Veja Também